Posts

Fratura do braço

No membro superior as fraturas podem acontecer em qualquer ponto do braço ou do antebraço e podem incluir as articulações do cotovelo ou do punho. Nunca dobre um braço violentamente.

SINAIS E SINTOMAS

  • Dor forte e sensibilidade aumentada.
  • Incapacidade para utilizar o braço lesado.
  • Deformidade, inchaço e possivelmente equimose.

Objetivo

  • Imobilizar a região lesada.
  • Conduzir a vítima ao hospital.

Necessitará:

  • Compressas.
  • 2 Lenços triangulares.

1.DOBRE O BRAÇO DA VÍTIMA PELO COTOVELO COM CUIDADO
Se possível, dobre o braço da vítima pelo cotovelo para que o braço fique sobre o tronco. Coloque uma pequena almofada entre o local da fratura e o tronco.

Se a vítima não conseguir dobrar o braço, deite-a; almofade em redor do cotovelo. CHAME UMA AMBULÂNCIA.

2.APOIE O BRAÇO DA VÍTIMA NUMA SUSPENSÃO
Coloque o braço numa suspensão. Para obter apoio extra fixe o braço da vítima ao corpo com uma gravata larga, assegurando-se de que evita o local da fratura. LEVE OU ENVIE A VÍTIMA AO HOSPITAL.

Tipos de fratura

Existem vários tipos de fratura; a divisão principal é entre abertas e fechadas. Ambos os tipos podem complicar-se se os topos pressionarem ou lesarem estruturas adjacentes, como nervos, vasos sanguíneos ou órgãos.

  • Fratura fechada

Neste tipo de fratura a pele não é lesada.

  • Fratura aberta

Ocorre quando a fratura lesa a pele e a ferida conduz ao osso fraturado, podendo este estar, ou não, exposto.

Tratamento de fraturas

Uma vítima com suspeita de fratura deve receber tratamento hospitalar. Mantenha a região afetada quieta e apoiada, como é mostrado abaixo, até à chegada de ajuda. Não mova uma vítima com suspeita de fratura, a não ser que a sua vida esteja em perigo.

Objetivo

  • Manter quieto o membro afetado.
  • Conduzir a vítima ao hospital.

1.IMOBILIZE E APOIE A REGIÃO AFETADA
Aconselhe a vítima a manter-se quieta e coloque-a tão confortável quanto possível. Imobilize e apoie a região lesada colocando as suas mãos acima e abaixo do local atingido.

  • Se a vítima tem um braço fraturado, coloque-o sobre o tórax e peça-lhe que o segure com o braço livre. CHAME UMA AMBULÂNCIA.

2.SE NECESSÁRIO, TRATE O ESTADO DE CHOQUE
Se a vítima evidenciar sinais de choque, trate-a adequadamente, mas não levante o membro se isso causar dor.

NÃO permita que a vítima coma ou beba, pois esta poderá necessitar de anestesia geral e para isso necessitará de um mínimo de seis horas de jejum absoluto.

FRATURAS ABERTAS
Trate as fraturas abertas com cuidado, para impedir a colonização bacteriana e o desenvolvimento de uma infeção grave. Apoie a lesão e cubra-a com compressas esterilizadas. Providencie no sentido de a vítima ser conduzida ao hospital.

Fratura

Existem principalmente dois tipos de fracturas: as fechadas e as expostas. No primeiro caso a pele não é rasgada, ao passo que, na segunda, a fractura apresenta uma ferida ou então os ossos estão à vista. Eis o que deve fazer:

• Procure imobilizar o membro afetado a fim de evitar todo o movimento que possa provocar dor;

• Se suspeita da presença de uma lesão na cabeça, no pescoço ou nas costas, evite deslocar a vítima, exceto se for para a instalar numa posição confortável;

• Cubra as feridas, se for necessário. Se se tratar de uma fratura exposta, não tente pôr os ossos no lugar, contente-se em cobri-los com um penso;

• Imobilize o membro afetado com a ajuda de uma tala ou de uma ligadura para impedir o possível deslocamento dos fragmentos;

• Levante suavemente o membro afetado cerca de 30 cm, para diminuir a hemorragia e o edema;

• Transporte a vítima ao hospital mais próximo.

 

Se a vítima apresentar uma fratura acompanhada de perda de consciência, mesmo momentânea, telefone sem tardar aos serviços médicos de urgência. Evite também deslocar a vítima.

Tala

A tala serve, sobretudo, para uma fratura de um membro inferior; no caso de um membro superior uma ligadura serve perfeitamente, além de ser mais fácil de fazer. Pode fabricar uma tala a partir de diferentes objectos, como uma bengala, um pedaço de madeira ou de cartão rígido, um jornal enrolado (o ideal sendo enchê-lo de trapos). Eis, seguidamente, como deve proceder:

• Imobilize o membro fraturado e coloque uma manta enrolada entre as pernas da vítima;

• Junte suavemente a perna sã à perna fraturada e depois mantenha os pés e os tornozelos na posição correta utilizando uma ligadura, tendo o cuidado de colocar previamente a tala;

• Imobilize depois as duas pernas e a tala com amplas tiras de tecido, ao nível das coxas, dos joelhos e dos tornozelos, evitando cuidadosamente a zona perto da fratura;

• Coloque as ligaduras por cima e por baixo da fratura, tendo o cuidado de fazer os nós do lado do membro que está são.

Fraturas pélvicas

Uma fratura da pélvis deve ser encarada com muito cuidado, porque podem existir lesões internas.

SINAIS E SINTOMAS

  • Dor, inchaço e perda de movimento.
  • A vítima pode ter vontade de urinar e a urina pode vir acompanhada de sangue.
  • Possível hemorragia interna.

Objetivo

  • Conduzir a vítima ao hospital.

Necessitará:

  • Almofada/casaco enrolado.

1.COLOQUE UMA ALMOFADA DEBAIXO DOS JOELHOS DA VÍTIMA
Ajude a vítima a posicionar-se deitada de costas, com as pernas esticadas ou com os joelhos ligeiramente dobrados. Coloque uma almofada ou um casaco enrolado debaixo dos joelhos.

2.SE NECESSÁRIO, TRATE O ESTADO DE CHOQUE
Trate o estado de choque; tranquilize a vítima e mantenha-a quente. Não permita que ela coma ou beba. CHAME UMA AMBULÂNCIA.

3.VIGIE A VÍTIMA ATÉ À CHEGADA DE AJUDA
Vigie regularmente a ventilação, a circulação e as respostas da vítima até à chegada da ambulância.

Fratura da perna

A fratura da perna é uma lesão séria; o fémur é bastante vascularizado e a sua fratura pode causar uma hemorragia interna grave. A tíbia está mesmo abaixo da pele e a sua fratura pode ser aberta e exposta.

SINAIS E SINTOMAS

  • Dor, inchaço e perda de mobilidade.
  • Pode haver choque.
  • Pode haver uma ferida aberta.
  • A perna afetada pode parecer mais curta.
  • O pé e possivelmente o joelho podem estar virados de lado.

Objetivo

  • Apoiar a perna lesada.
  • Conduzir a vítima ao hospital.

1.APOIE A PERNA LESADA EM AMBOS OS LADOS DA FRATURA
Ajude a vítima a deitar-se. Imobilize e apoie a perna com as suas mãos colocadas junto às articulações que ficam abaixo e acima da lesão.

2.TRATE QUAISQUER FERIDAS
Cubra quaisquer feridas com compressas esterilizadas. CHAME UMA AMBULÂNCIA.

Apoie a perna lesada até à chegada de ajuda. Se necessário, trate o estado de choque.

Charpa para o braço

Para imobilizar provisoriamente um braço deslocado ou fraturado, antes de se dirigir ao hospital. Proceda assim:

• Pegue numa ligadura triangular ou sirva-se de um pedaço de tecido resistente;

• Mantenha o antebraço lesionado ligeiramente mais elevado que o cotovelo em relação ao peito;

• Coloque a parte inferior sob o membro, depois ate as duas extremidades à volta do pescoço.

Fratura da mão e dos dedos

As fraturas da mão e dos dedos são, normalmente, causadas por esmagamento. Podem ser abertas e com algum sangramento.

SINAIS E SINTOMAS

  • Dor forre e sensibilidade aumentada.
  • Incapacidade para utilizar a mão lesada.
  • Deformidade, inchaço e possivelmente hemorragia.

Objetivo

  • Imobilizar e elevar a região lesada.
  • Conduzir a vítima ao hospital.

Necessitará:

  • Luvas descartáveis.
  • Compressas esterilizadas.
  • Pequena almofada.
  • 2 Lenços triangulares.

1.ELEVE A MÃO LESADA
Eleve a mão para controlar a hemorragia e o inchaço. Se possível, retire anéis e pulseiras.

2.COLOQUE O BRAÇO DA VÍTIMA NUMA SUSPENSÃO ALTA
Se houver hemorragia, coloque compressas por cima e ligue a mão. Aplique uma suspensão; fixe-a com uma gravata larga. LEVE OU ENVIE A VÍTIMA AO HOSPITAL.

Entorses e distensões

Uma entorse surge quando os ligamentos que sustentam uma articulação são estirados ou rasgados. Esta situação é muito dolorosa e pode ser confundida com uma fratura. Uma distensão surge quando os músculos e os tendões sofrem um movimento súbito ou uma contração violenta.

SINAIS E SINTOMAS

  • Inchaço na área lesada.
  • Dor e sensibilidade aumentada na área afetada; agravam com o movimento.
  • Incapacidade para mover a articulação; se a lesão é no joelho ou no tornozelo, a vítima pode ser incapaz de se apoiar sobre esse membro.
  • A área fica negra gradualmente.

Objetivo

  • Reduzir o inchaço e a dor.
  • Procurar observação médica ou, se necessário, conduzir a vítima ao hospital.

Necessitará:

  • Compressas frias.
  • Algodão e ligaduras.

1.REPOUSE E ELEVE A LESÃO
Sente ou deite a vítima e coloque a região lesada numa posição confortável.

2.APLIQUE UMA COMPRESSA FRIA SOBRE A REGIÃO AFETADA
Aplique um saco de gelo ou um pano molhado para reduzir o fluxo de sangue e minimizar o inchaço.

3.APLIQUE UMA LIGADURA COMPRESSIVA
Aplique uma ligadura compressiva sobre uma camada de compressas.

4.ELEVE O MEMBRO AFETADO
Eleve e apoie o membro da vítima que está lesado para impedir que fique negro Se a lesão for no punho, no cotovelo ou no ombro, apoie o braço afetado com uma suspensão.

Se suspeitar de uma lesão grave, por exemplo, se a vítima tem muitas dores ou é incapaz de mover o membro afetado, LEVE OU ENVIE A VÍTIMA AO HOSPITAL para um diagnóstico radiológico.

SE a lesão não parece grave, ACONSELHE A VÍTIMA A CONSULTAR UM MÉDICO.