Posts

Hálito (mau)

Deite 10 mg de tomilho seco e três gotas de óleo essencial de tomilho em 250 ml de água a ferver. Deixe infundir 10 minutos e filtre. Bocheche três ou quatro vezes por dia, ou quando for necessário.

Leve à ebulição 250 g de fidalguinhos frescos em 500 ml de água fria. Cubra, deixe ferver 10 minutos em lume brando e filtre. Bocheche três ou quatro vezes por dia, ou quando for necessário.

Ferva 250 ml de água e cinco ou seis sementes de cardamomo durante cinco minutos, depois filtre. Gargareje duas ou três vezes por dia, ou quando for necessário.

 

Respiração artificial

Eis como deve proceder para fazer a respiração boca-a-boca:

• Ajoelhe-se ao lado da vítima, perto da sua cara;

• Com a mão colocada na testa, obstrua-lhe o nariz, apertando as narinas entre o polegar e o indicador, para impedir qualquer fuga de ar, ao mesmo tempo que lhe mantém a cabeça descaída para trás;

• Com a mão colocada sob o queixo da vítima, abra-lhe ligeiramente a boca, mantendo-lhe o queixo levantado, utilizando para isso a “pinça” constituída pelo polegar colocado sobre o queixo, e dois dos outros dedos colocados imediatamente debaixo da ponta;

• Após ter inspirado, mas não demasiado, coloque a sua boca bem aberta em torno da boca da vítima, apoiando com força para evitar qualquer fuga de ar;

• Expire progressivamente durante dois segundos, até que o peito da vítima comece a subir;

• Endireite-se ligeiramente, retome o fôlego, ao mesmo tempo que vê o peito da vítima descer (a expiração da vítima é passiva). O volume de cada insuflação de ar deve ser suficiente para que o salvador veja o peito da vítima subir ou descer depois da insuflação.

Herpes labial

Logo que apareçam as primeiras picadas anunciando uma herpes labial, aplique sal e substitua-o mal ele caia. Faça isso durante todo o dia.

Para aliviar uma herpes labial, atue mal sinta as primeiras picadas nos lábios. Aplique, desde logo, glicerina várias vezes ao dia.

Para atenuar o prurido provocado pelo aparecimento de uma herpes labial, aplique compressas de vinagre de cidra sobre a pele logo que apareçam os primeiros sintomas.

Para fazer desaparecer uma herpes labial, ponha um pouco de perfume diretamente sobre o herpes.

Gengivas

Para alívio de uma dor nas gengivas, eis alguns truques:

• Friccione-a com a parte branca (situada entre a casca e a polpa) de uma laranja, até que a dor, ou a inflamação, desapareça.

• Coloque 10 mg de salva seca em 250 ml de água fervente. Deixe em infusão 10 minutos e filtre. Lave a boca três ou quatro vezes por dia. Repita até que a dor, ou a inflamação, desapareça.

• Extraia algumas gotas de resina de pinheiro e esfregue a gengiva até que a dor desapareça.

Abcesso dentário

Para este tipo de abcessos, é imperativo dirigir-se imediatamente ao dentista. Dito isto, para aliviar a dor enquanto espera a consulta, pode amolecer um figo seco em leite a ferver e aplicá-lo sobre o abcesso. É um velho remédio com provas dadas.

Infeção da boca

Leve à ebulição 250 g de fidalguinhos frescos em 500 ml de água fria. Cubra e deixe ferver 10 minutos em lume brando e filtre. Bocheche três ou quatro vezes por dia. Repita o tratamento até a infeção desaparecer.

Deite 10 mg de salva seca em 250 ml de água a ferver. Deixe infundir durante 10 minutos e filtre. Bocheche três ou quatro vezes por dia. Repita o tratamento até a infeção desaparecer.

Deite 10 mg de tomilho seco e três gotas de óleo essencial de tomilho em 250 ml de água fervente. Deixe infundir durante 10 minutos e filtre. Bocheche três ou quatro vezes por dia. Repita o tratamento até ao restabelecimento total.

Úlcera bucal

Bocheche com 250 ml de água tépida, a que juntou 5 ml de peróxido hidrogenado, várias vezes ao dia. Repita o tratamento até ao desaparecimento da úlcera.

Leve à ebulição 250 g de fidalguinhos frescos em 500 ml de água fria. Cubra, deixe ferver 10 minutos em lume brando e filtre. Bocheche três ou quatro vezes ao dia. Repita o tratamento até ao desaparecimento completo da úlcera.

Deite 10 mg de salva seca em 250 ml de água fervente. Deixe infundir 10 minutos e filtre. Bocheche três ou quatro vezes ao dia. Repita o tratamento até ao desaparecimento completo da úlcera.

Bocheche com 125 ml de água quente, a que adicionou 5 mg de bicarbonato de sódio, várias vezes ao dia. Repita o tratamento até ao desaparecimento completo da úlcera.

Deite 5 mg de cloreto de potássio em 250 ml de água tépida e bocheche várias vezes ao dia. Evite engolir. Repita o tratamento até ao desaparecimento completo da úlcera.

Para apaziguar as dores e impedir a infecção, coloque alúmen na afta. Repita o tratamento, se necessário.

Aplique uma saqueta húmida de chá preto directamente sobre a úlcera. Repita o tratamento até ao desaparecimento completo da úlcera.

Se for atreito a úlceras bucais, adquira o hábito de comer 80 g de iogurte natural todos os dias para prevenir a sua formação.

Aparelho respiratório

Este é constituído por nariz, boca, traqueia, pulmões e vasos sanguíneos que os ligam ao coração. As suas funções principais são a ventilação e a troca de gases, oxigénio e dióxido de carbono, nos pulmões. O oxigénio é inspirado e usado pelas células do corpo para gerar energia. O dióxido de carbono é um produto final do metabolismo e é expirado para ser eliminado.

COMO VENTILAMOS

Quando inspiramos, o diafragma e os músculos do tórax contraem-se, o tórax alarga e o ar contendo oxigénio penetra no organismo pela boca e pelo nariz. Depois é conduzido pela traqueia, a qual se subdivide no tórax, em dois canais denominados brônquios, um para cada pulmão. Os brônquios continuam a subdividir-se até terminarem em microscópicos sacos de ar, os alvéolos; estas estruturas constituem a maior parte dos pulmões e é nelas que se dão as trocas gasosas (ver acima). Para expirar, os músculos relaxam, o tórax diminui de volume e os pulmões são comprimidos expelindo o ar usado para o exterior do corpo.

Hemorragia nasal

A hemorragia nasal surge quando delicados vasos nasais se rompem espontaneamente ou após uma pancada.

Objetivo

  • Controlar a hemorragia.
  • Prevenir a asfixia no próprio sangue.

1.PEÇA À VÍTIMA PARA SE SENTAR E INCLINAR A CABEÇA PARA DIANTE
Sente a vítima e peça-lhe para se inclinar para diante. Afrouxe quaisquer roupas apertadas.

2.APERTAR O NARIZ
Peça à vítima para apertar a porção média do nariz durante dez minutos e para ventilar pela boca.
SE a hemorragia continuar, repita a operação

3.ACONSELHE A VÍTIMA A CUSPIR O SANGUE QUE TIVER NA BOCA
Peça à vítima para cuspir o sangue que tiver na boca.

4.DIGA À VÍTIMA PARA NÃO SE ASSOAR
Aconselhe a vítima a não se assoar durante várias horas após a hemorragia nasal.

SE a hemorragia não cessar após meia hora de pressão contínua, CHAME UMA AMBULÂNCIA.