Inundação DR

O que fazer numa inundação

Está no interior. Desligue os aquecimentos, o gás e a eletricidade. Se o sobrado junto ao quadro da eletricidade estiver molhado, faça uma ponte com uma tábua seca e corte a corrente com a ajuda de um pau que esteja seco.

Está no exterior. Não atravesse nunca a pé uma zona inundada. A corrente poderia arrastá-lo.

Está no carro. Evite conduzir numa estrada inundada; corre o risco de ser arrastado pela corrente. Se for apanhado numa zona inundada, e o seu carro avariar abandone-o e procure socorros para si e para os passageiros.

incêndio emergência local fechado

Conheça os planos de emergência locais

A escola dos seus filhos e o seu local de trabalho têm talvez um plano de emergência; informe-se. Poderia acontecer ficar separado dos membros da sua família, sendo necessário saber como entrar em contacto com eles. Pode também ajudar a informar os seus filhos das medidas de emergência previstas.

Esteja pronto para partir

Se a situação for grave, é possível que lhe peçam para abandonar o seu domicílio e dirigir-se para um abrigo, por exemplo um ginásio ou uma sala comunitária.

Se for dada ordem para partir:

• Parta imediatamente;

• Leve o seu equipamento de sobrevivência;

• Escute a rádio e siga as directivas dos responsáveis das operações de emergência;

• Se lhe pedirem, corte a água, o gás e a eletricidade;

• Não se esqueça de pôr os seus animais em segurança;

• Use roupa e calçado apropriados;

• Tranque a porta da casa;

• Siga o percurso indicado pelos responsáveis; não vá por atalhos, porque poderia encontrar-se numa zona fechada à circulação ou perigosa;

• Se puder, deixe uma nota a indicar o momento da sua partida e o seu destino. A caixa do correio é um bom sitio para deixar essa mensagem;

• Inscreva-se no serviço dos sinistrados; os seus parentes e amigos podem assim contactá-lo mais rapidamente;

• Se tiver de abandonar a casa por um período prolongado, durante um corte de corrente invernal, escoe toda a canalização. Comece pelos andares superiores, abrindo todas as torneiras e acionando várias vezes o autoclismo das casas de banho, e abra a válvula de escoamento na cave. Esvazie o esquentador, ligando um tubo à torneira de escoamento para permitir que a água se escoe para a cave. (Se esvaziar um esquentador a gás, deverá também apagar o sinal; será preciso chamar um técnico especializado para o voltar a acender). Desligue os tubos e o tubo de escoamento da máquina de lavar.

Preveja as reações emocionais

Depois de uma crise grave, muitas pessoas sentem-se confusas. Pode acontecer que fiquem a tremer, que vomitem, percam os sentidos, ou se sintam letárgicas e desorientadas, ou simplesmente aliviadas por estarem vivas. Essas reações são perfeitamente normais. Eis algumas sugestões que o ajudarão a si, bem como à sua família, a retomar uma vida normal:

Exprima os seus sentimentos. Fale do que se passou. Encoraje as crianças a exprimir o que sentem. Talvez sejam levadas a exprimir-se através de desenhos ou jogos. Verifique se eles sentem realmente os sentimentos que exprimem;

É normal sentir-se consternado pela perda de objetos pessoais, ou de recordações, como fotografias de casamento, ou o anel preferido do seu avô. Os sentimentos de apatia ou de cólera, a insónia e a perda de apetite, são reações normais de luto. Autorize-se a viver os seus lutos e o tempo que precisar para se recompor.

Corte de corrente no inverno

Ponha os termostatos do sistema de aquecimento no mínimo e desligue todos os eletrodomésticos, aparelhos e utensílios eletrónicos, para evitar danificá-los e para reduzir os riscos de ferimentos e de incêndio. O restabelecimento da corrente é também mais fácil quando a procura é reduzida.

Não utilize o grelhador, nem o sistema de aquecimento de campismo, nem o gerador dentro de casa.

Não utilize castiçais e nunca deixe velas acesas sem vigilância.

Utilize um gerador de maneira segura, seguindo as instruções do fabricante. Coloque o gerador no exterior, afastado das portas e das janelas, para evitar que os gases de escape se infiltrem em casa. Ligue depois os aparelhos elétricos diretamente ao gerador. Se tiver de usar extensões, certifique-se de que são adequadas. A ligação direta de um gerador a um circuito elétrico permanente deve ser efectuada por um técnico competente.

Como ajudar os seus filhos

Depois de uma catástrofe, é possível que os seus filhos vivam emoções intensas, como angústia, medo, nervosismo, dores de estômago, perda de apetite, e muitas outras. Trata-se de reações normais e passageiras na sequência de um grande perigo. Os pais podem ajudar a aliviar tais reações, levando a sério os temores dos filhos, tranquilizando-os, dando-lhes mais atenção e acariciando-os.

– Aquilo que as crianças mais temem depois de uma crise, é que a situação se reproduza, que haja mais feridos, ficarem sós, separados da família;

– Deve então reconfortá-los e tranquilizá-los. Diga-lhes o que sabe da situação. Seja honesto, ao mesmo tempo que demonstra doçura;

– Encoraje-os a exprimirem os sentimentos em relação à catástrofe. Incite-os a fazerem perguntas. Confie-lhes também uma tarefa a cumprir, para que se sintam úteis e para que a vida familiar continue;

– Mantenha-os consigo, mesmo que pareça mais fácil deixá-los com outra pessoa, quando anda à procura de um alojamento, ou de socorro. Numa situação dessas, é importante que a família não esteja separada.

Prepare um bom equipamento de sobrevivência

Um bom equipamento de sobrevivência deveria responder às necessidades da família durante pelo menos três dias.

Se tem uma lanterna de bolso, um rádio a pilhas, cobertores, água e alimentos, o seu equipamento de sobrevivência está quase completo. Resta apenas reunir todo o material num recipiente fácil de transportar em caso de evacuação.

Guarde também um equipamento de sobrevivência no carro. Ele pode ser composto por um cobertor, uma vela num recipiente profundo e alguns fósforos.

 

Exemplo de Equipamento de Sobrevivência:

• Lanterna de bolso e pilhas (em caso de corte de corrente);

• Rádio a pilhas ou a manivela (para ouvir as notícias);

• Pilhas sobresselentes (para o rádio e para a lanterna de bolso);

• Estojo de primeiros socorros;

• Velas e fósforos/ isqueiro;

• Jogo de chaves para o carro e dinheiro (com moedas, ou cartões para telefonar);

• Documentos importantes (documentos de identificação, documentos pessoais);

• Alimentos e água engarrafada (ver a lista de provisões precedente);

• Roupa e calçado (uma muda de roupa por pessoa);

• Papel higiénico e outros artigos pessoais;

• Medicamentos (conservar uma reserva de medicamentos para uma semana na sua mala, com as cópias das receitas para remédios e óculos);

• Mochila ou saco de marinheiro (para guardar e transportar a mala de sobrevivência);

• Apito (para o caso de ser preciso chamar a atenção);

• Baralho de cartas.

Socorra os feridos

Preste auxílio aos feridos. Leve o seu equipamento de sobrevivência (deveria incluir um kit de primeiros socorros).

Como proceder durante um tremor de terra

Está no interior. Não saia. Afaste-se das janelas. Procure refúgio debaixo de uma mesa, de uma secretária, de uma cama, e agarre-se ao móvel para acompanhar os seus movimentos. Se não houver nenhum móvel sólido, encoste-se a uma parede interior, protegendo a cabeça e o pescoço.

Está no exterior. Corra para um espaço descoberto. Afaste-se de edifícios e de qualquer outra estrutura que possa ruir, bem como dos fios de eletricidade.

Está no carro. Pare o carro e permaneça no seu interior. Evite as pontes, os viadutos, ou qualquer outra estrutura que possa ruir.

Faça um exercício em família

Mora numa casa. Ensine a cada membro como se corta a água, a eletricidade e o gás. Coloque letreiros visíveis para indicar onde se encontra o quadro de distribuição da eletricidade e as válvulas de entrada da água e do gás.

Mora num apartamento. Indique as saídas de socorro aos membros da sua família. Mostre-lhes onde se situa o detetor de fumo e como o utilizar. Se se declarar um incêndio, ou qualquer outra situação de emergência, não utilize o elevador: pode ficar encarcerado no seu interior, em caso de um corte de corrente.